Dinesh D’Souza – O Fascismo é de direita ou esquerda?

25
174

[Gostou de nosso trabalho? Considere uma doação: https://apoia.se/tradutoresdedireita]

Neste video, Dinesh D’Souza nos apresenta Giovanni Gentile, um dos desconhecidos filósofos por trás do fascismo. É corriqueiro vermos por aí esquerdistas xingando conservadores de fascistas, mas assim como no caso do nazismo, há coisas que os marxistas e revolucionários não querem que saibamos sobre o fascismo.

A verdade é que as idéias de Gentile têm muita afinidade com o pensamento revolucionário. Por exemplo, Dinesh diz que Gentile queria criar uma comunidade que lembrasse uma família – para substituir, não é difícil fazer a ligação, as famílias reais. Ora, Dinesh nos lembra que, em 1984 na convenção nacional dos Democratas, o então governador de Nova Iorque, Mario Cuomo, ligou a américa a uma família estendida na qual as pessoas se amparariam através do governo. O slogan da convenção Democrata de 2012 foi: “The government is the only thing we all belong to. O governo é a única coisa a qual todos pertencemos.”

Isso é assustador. O cidadão que repete isso está dizendo que pertence ao Estado. Está aceitando a servidão. Está aceitando entregar o controle de sua própria vida nas mãos de outras pessoas, pois o Estado não é uma máquina impessoal, não é uma divindade, não é mesmo apenas um ente abstrato. Ele é composto por outras pessoas. Muita gente parece já ter perdido isso de vista.

Vejam o vídeo do Dinesh e comecem a cavar em outras direções. Não devemos jamais subestimar a capacidade que os revolucionários possuem de sumir com partes da história, de mudar narrativas, para que estejam sempre inatacáveis.

Tradução: Andrey Costa
Revisão: Yuri Mayal

TRADUTORES DE DIREITA
Webpage: http://TradutoresdeDireita.org
Facebook: https://facebook.com/tradutoresdedireita
YouTube: https://www.youtube.com/c/TradutoresdeDireita
Instagram: https://instagram.com/tradutoresdedireita
Twitter: https://twitter.com/tradutores_br
SoundCloud: https://soundcloud.com/tradutoresdedireita

Vídeo original: https://youtu.be/m6bSsaVL6gA

Youtube Tradutores de Direita

25 COMENTÁRIOS

  1. sobre a esquerda principalmente brasileira e notavel vermos existem as massas de manobras que mal sabem o que querem ou que defendem só foram por durante anos doutrinados a pensar essas coisas e existem os mal intencionados como por exemplo eu ja vi alguns individuos afirmando que o Estado deveria intervir mais que esse tal individualismo onde cada um segue o que quer é errado pois ele vai querer viver sua vida para si e não para os outros!
    nisso notamos claramente uma pessoa com intenções ruins!

  2. O nazifascismo foi eleito o "mal absoluto", tanto pela direita quanto pela esquerda, para desestimular e proibir qualquer tentativa genuinamente nacionalista. Tanto o governo plutocrata de "direita" quanto o burocrata de "esquerda" trocam acusações de qual dos dois é "fascista", mas o verdadeiro nacional-socialismo é a superação dos dois. Ele não é e nem nunca foi de direita ou de esquerda, ele é a síntese do melhor dos dois (a riqueza e a comunidade) e a eliminação do pior dos dois (o domínio financeiro e a desumanização do homem). Manter esses dois princípios políticos separados e em guerra, numa falsa dialética, é a forma de governar dos globalistas. Nesse sistema todos perdem.

  3. Um livro que define muito bem este tema, em termos filosóficos, é " Explaining Post Modernism" de Stephen Hicks, que tem tradução para português em formato digital na amazon kindle, Itunes e Barnes and Noble. Penso que temtambém versão suporte papel pela Callis Editora, São Paulo, 2011 " Explicando o Pós Modernismo". A tradução é de Silvana Vieira. Recomendo muito este livro pois demonstra muito bem a relação entre o Internacional Socialismo – a tendência actual ( União Europeia; ONU, etc) – e o Nacional Socialismo/ Nazismo, que começa a emergir como força opositora à repressão internacionalista, mas cujas soluções propostas são também formas de socialismo. Ambos são movimentos socialistas que lutam pelo mesmo chão e se odeiam mutuamente, tendo como inmigos comuns a Liberdade, a Razão, o Empirismo, e os frutos destes: Liberalismo e Capitalismo. Outro muito bom livro, pequenino ( cerca de 60 páginas) e com tradução em Português, creio que do Instituto Mises Brasil é o velhinho mas muito certeiro " A Lei" de Bastiat. Boas leituras 😉 !

  4. Excelente explicação, perfeita prá nos tirar do lamaçal da doutrinação do marxismo cultural! Curiosamente, os esquerdopatas jamais falam dos governos autoritários que realmente eram de direita e conservadores como os regimes de Salazar em Portugal e de Franco na Espanha. Essa narrativa das ditaduras sanguinárias de estimação: "Stalin e MaoTse Tung – Bons; "Hitler e Mussolini – Ruins", tbm já encheu a paciência! É "História" revisionista de panfletagem da pior espécie….só o fato de existir um partido comunista no Brasil com o símbolo soviético da foice e martelo já mostra o grau da demência a que chegamos no país do analfabetismo funcional!

  5. Gentile não tinha influências em Karl Marx, isso é embuste. A influência de Gentile passava diretamente por Hegel, talvez por isso a gente consiga encontrar similaridades entre a perspectiva do Marx e do Gentile em relação ao tamanho do Estado, mas da mesma forma isso é enxergável no embate entre os hegelianos de direita e os hegelianos de esquerda logo após a morte de Hegel…

    … Ademais, se vocês forem ler Jaime Nogueira Pinto (sociólogo português e de direita, que inclusive lutou pelas tropas salazaristas em Angola), ele reconhece como perfeitmente plausível a existência de uma direita revolucionária, como o que ocorreu na Itália nos anos 20. (Enciclopédia PÓLIS de Ciências Humanas)

  6. Na verdade, pode até haver semelhanças, mas de esquerda não foi, pois o socialismo prega a igualdade, e tanto os nazis como os fascistas matavam as outras raças.Além disso, o Comunismo é um Estado ateu, porém na Alemanha nazista existia religiosos protestantes e cristãos. Já o nome nacional socialismo no nome do partido nazista, apenas quer dizer q a sociedade alemã era restrita a raça pura ariana alemã, mais tarde com a expansão do Reich, as pessoas de outras nacionalidades que tinham raça pura puderam ser integradas nessa sociedade.

  7. Só não entendo porque quando somos xingados de "nazistas" nós respondemos "não sou nazista" em vez de "não amigo, eu não sou NACIONAL SOCIALISTA não! O socialista aqui é você!" Porque quando você responde nazismo, é só ele fingir que não tem ligação nenhuma com esta palavra e continuar dizendo que você é nazista sim! Já respondendo o que realmente é, nacional socialista, o socialista vai ter que dar voltas pra explicar porque ELE MESMO não seria um nazista! (Aliás, é por isso que esquerdistas ficam IVENTANDO palavras e nomes diferentes pra mesma coisa, pois ele as trata como se fossem coisas divergentes, criam o espantalho "bonzinho" pra eles (como feminista não é femista e femismo é oposto de machismo! Balela!), associam a "palavra feia" que era relacionada a eles à você, e começa a te malhar!

  8. Tradutores de Direita, me disponho a traduzir os vídeos do canal para a Libras. Mesmo com legenda, muitos Surdos não possui um bilinguismo pleno para compreender o conteúdo dos excelentes vídeos do canal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here