Esquerda x Direita Nº 4 – Prager University

24
234

No quarto vídeo da série Esquerda versus Direita, Dennin Prager toca numa questão bastante singular e profunda, que diz respeito ao modo como a Esquerda e a Direita política aceitam verdades dolorosas. A primeira tenta renegá-las, tentam criar uma verdade imaginária em que as pessoas possuem uma natureza sempre boa; já a segunda opção política tenta encarar a realidade conforme as suas nuances, sem querer alterar fatos estabelecidos, como é o caso da natureza falha do ser humano. Confira essa e outras diferenças básicas entre ambos os lados do espectro político.

Tradução: Fernando Henrique Freitas
Revisão: cpac

Visite: http://tradutoresdedireita.org/
Siga nosso canal no Youtube: http://bit.ly/1PXZ0ms
Agradecemos a Prager University / We thank Prager University.
Site: https://www.prageru.com/
Vídeo original: https://www.youtube.com/watch?v=IC7ZU5vGPy0

Youtube Tradutores de Direita

24 COMENTÁRIOS

  1. Vocês poderiam manter o padrão ao nomear os vídeos? Como nos outros, "esquerda vs. direita #etc."– talvez seja só TOC, mas acho que pode organizar melhor os vídeos hehe. E vocês têm planos para legendar a entrevista do Larry Elder para o Rubin Report? Achei-a fantástica e penso que seria ótimo poder divulgá-la amplamente a quem não manja de inglês.

  2. Cara, quanta besteira. Ele cita fatos, mas nunca se dá ao trabalho de entender o que há por detrás desses fatos. A argumentação rasa do tipo "muitos jovens negros estão presos porque muitos jovens negros cometem crimes" é uma afronta à qualquer discussão racional e saudável sobre o racismo. Muitos jovens negros cometem crimes. Correto. Ele diz "foda-se, a vida é difícil, cresça." Mas eu digo "por quê?" será que o fato de os negros na América terem sido trazidos como escravos durante séculos e terem sido torturados, mortos, desrespeitados e excluídos até hoje não tem nada a ver com isso?
    Será que a sociedade é ruim e ponto final? Ir a fundo nessas questões é a única forma de mudar, de melhorar a sociedade. Com educação, respeito às diferenças, aceitação e legitimação das populações marginalizadas, e etc., e etc. Não adianta por exemplo, armar a população se não se investir em educação.

    Ele diz que a esquerda tenta renegar verdades, mas pergunte (educadamente, por gentileza) a qualquer pessoa cujas ideias políticas se alinhem mais à esquerda do espectro, e você terá a resposta de que a direita é que não aceita verdades. Mas não por renegá-las, e sim, simplesmente por se contentar com argumentos superficiais sobre problemas profundos da sociedade. Me admira um cara formado em antropologia não reconhecer isso.

    Para o Sr. Dennis Prager, branco, heterossexual, rico, é muito fácil falar esse tipo de coisa. Coloca uma moça negra pobre pra dar o mesmo discurso que eu quero ver.

  3. Quanta bobeira, colocar o fato biológico como determinante nas escolhas da vida masculina e feminina. Posso até concordar que possa ser assim com indivíduos alienados movidos somente por hormônios, somos racionais e por isso o homem criou a esquerda, por pensar e não justificar com fatores biológicos que até depois do homem da caverna justifica a atitude egoísta de estar acima de uma realidade racional, uma igualdade racional. Só faltou expor a diferença das raças para ser mais conservador e de direita ainda. Muito fraca a explicação, muito irracional e fácil justificar nesse tipo de fator. Lamentável.

  4. Esquerdista asqueroso: "pobreza gera violência".
    – Tem países que são mais pobres que o Brasil e menos violentos. Pobreza não explica violência.
    Esquerdista asqueroso: "ain é a desigualdade que causa a violência".
    – Existem países menos desiguais que o Brasil e mais violentos. Desigualdade não explica a violência.
    Esquerdista fica sem resposta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here