John Cleese – Politicamente correto levará à 1984

21
158

Diversas vezes apontam o dedo ao moralismo religioso, dizendo que ele aprisiona o homem do seu mundo natural, mesmo que conservadores creiam piamente que a natureza humana precisa de regras para não cair naqueles mais puros instintos básicos, que até mesmo a ciência não nega que existam em cada homem (e mais, em cada ser vivo), que o fazem pensar em si mesmo acima dos outros e a pensar em sua preservação (ou de seus genes) como algo instintivamente prioritário. Sem regras os homens seriam selvagens e seus interesses se colidiriam diariamente.

A moral – principalmente aquela baseada em princípios milenares – é a base de sustentação do ocidente. Seja um cidadão religioso ou não, a influência cultural que recebeu determina sua forma de ver as circunstâncias, e seus julgamentos do dia a dia passam sobre o crivo dessa herança. A questão final é: se esse arcabouço moral está errado, com o que substituí-lo? O que será que sustentará a alternativa?

Esquerdistas decidiram difamar os valores judaico-cristãos e colocaram algo diferente no lugar: o politicamente correto. O que determina o que está certo ou errado nessa nova visão? O Estado e seus líderes iluminados. Como bem falou o escritor inglês G. K. Chesterton: “Uma vez que Deus é abolido o Estado se torna Deus”.

O politicamente correto ataca as mais diversas áreas, e nem mesmo comediantes conseguiram escapar de suas garras. Mesmo os comediantes do Brasil começam a se queixar de como sua aura nefasta pressiona, ou mesmo cala, suas vozes na hora de expressarem sua arte. John Cleese, no vídeo abaixo, explica por que abomina essa forma de expressão, e como o politicamente correto nos levará à 1984, de Orwell.

Tradução: Mônica Martins
Revisão: Jonatas

Visite: tradutoresdedireita.org
Página no facebook: facebook.com/raducoesdedireita

Link do vídeo original: https://www.youtube.com/watch?v=QAK0KXEpF8U

Youtube Tradutores de Direita

21 COMENTÁRIOS

  1. Excelente. O politicamente correto é o escudo purpurinado da esquerda. Você não pode falar/fazer nada que ofenda as minorias e, em contrapartida, eles têm liberdade total para cumprir a agenda cultural da Escola de Frankfurt. O politicamente correto não é apenas uma coisa chata, mas é também uma coisa muito perigosa.

  2. "A moral – principalmente aquela baseada em princípios milenares – é a base de sustentação do ocidente" Não só do Ocidente mas de qualquer lugar do mundo, impossível existir uma sociedade humana sem o conceito do que é certo ou errado

  3. Acho uma pena a falta de compreensão a respeito da PONDERAÇÃO feita por John Cleese, inclusive no texto da descrição, que tenta impor a moral "judaico-cristã" como a "salvação", além de atribuir à "esquerdistas" a opressão do Estado , que também ocorre entre "direitistas", esquecendo-se que os anarquistas são de esquerda…

  4. Veja uma lista de rótulos que os esquerdistas colocam nas pessoas que não concordam com eles:
    – radical
    – revoltado
    – ultradireitista
    – olavete
    – extrema direita
    – conservador retrógado
    – xenófobo
    – sexista
    – machista
    – fascista
    – nazista
    – supremacista racial
    – caucasiano-greco-romano
    – frio e calculista
    – opressor
    – egoísta
    – desgraçado
    – fanático religioso
    – homofóbico
    – racista

  5. John Cleese fala apenas dos casos extremos, ele deixa isso bem claro, infelizmente no Brasil acham que 'não poder ser racista' seria uma ditadura do politicamente correto, duvido que o John Cleese defenda isso…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here