Milo Yiannopoulos denuncia mais um delírio mental da extrema-esquerda

21
174

Hillary Clinton e a extrema-esquerda americana declararam guerra contra um desenho. Acredite, se quiser.

A eleição presidencial de 2016 é completamente diferente das eleições anteriores: é a primeira vez na qual se observa, com tanta força, o poder da Internet e das redes sociais e fóruns virtuais. Com isso, um número enorme de pessoas, situadas entre as partes conservadoras, libertárias e de esquerda moderada do espectro, conseguem quebrar a espiral do silêncio promovida pela grande mídia e pelo establishment político. Este movimento, chamado de “Alt-Right” (algo como “direita alternativa”), possui uma característica única: pela primeira vez, um movimento de direita entende que a cultura define a política, e não o contrário.

Os esforços da mídia para esconder a incrível massa de dissidentes das guinadas cada vez mais totalitárias do partido Democrata viraram pó em menos de 140 caracteres: Donald Trump postou, em seu Twitter, um meme do sapo Pepe vestido igual ao magnata americano, escancarando para todo o mundo o movimento Alt-Right.

Este fenômeno é completamente inesperado e inconveniente para a extrema-esquerda que, por décadas, se beneficou do silenciamento e da repressão a todos que apresentassem pensamentos discordantes. Até agora, a única saída encontrada é a mesma de sempre: associar a Alt-Right a absurdos como fascismo, racismo, nazismo… O truque é velho, mas parece que a elite não consegue aprender coisas novas.

O movimento Alt-Right parece ter se cristalizado na pessoa do comentador político Milo Yiannopoulos. Assim como a Alt-Right, Milo compreende a importância de lutar contra a dominação da cultura e do imaginário como etapas necessárias para destruir as pretensões ditatoriais do partido Democrata, largamente composto por extremistas de esquerda.

Tradução: cpac
Revisão: Renan Poço

Visite: http://tradutoresdedireita.org
Vídeo legendado no Facebook: https://www.facebook.com/tradutoresdedireita/videos/1109618372457050/
Vídeo original: https://youtu.be/hYZ6UOVHLOc

Youtube Tradutores de Direita

21 COMENTÁRIOS

  1. Esse Milos é apologista de pedofilia, não tem moral. Quem segue homossexual é inocente. É como acreditar que viado consegue deixar de ser viado fazendo terapia de reversão. Isso é tudo enganador, tipo aquele macumbeiro que vira crente e leva ritual de macumba para a igreja como se vê em muitas igrejas pentecostais. Nada contra os macumbeiros, apenas citei um fato que ocorre nas igrejas.

  2. Vemos como a direita não é preconceituosa quando enaltecemos um gay assumido como Milo, o fato é que não ligamos para o que as pessoas fazem na vida pessoal ou como se parecem, ligamos para quem a pessoa é de verdade e Milo é uma pessoa honesta, justa e realista por isso o admiro.

  3. Uma observação importante é que antes da eleição de Trump ainda não existia o termo Alt-Lite, nem o termo New Right, que distinguem pessoas como o Milo, o Paul Joseph Watson e a Lauren Southern, etc, de pessoas como Richard Spencer, que é o defensor do nacionalismo branco e criou o termo Alt-Right. Eu sou a favor da Alt-Lite / Nova Direita, mas sou totalmente contra nacionalismo étnico. O próprio Milo em outro vídeo ficou bravo de ser rotulado de supremacista branco…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here