Trump cumpre 3 promessas de campanha no primeiro dia

30
165

Donald Trump, no primeiro dia de governo, já estava riscando do seu caderninho três promessas que, em tempo recorde, conseguiu entregar. Mas antes de tocar neste ponto, precisa-se denotar o evento deste último fim-de-semana, quando o porta-voz da Casa Branca tacou o pau em cima das mentiras da mídia americana em relação a suposta retirada do busto de Martin Luther King Jr do Salão Oval (tentando contrapor, falsamente, a noticia do regresso da imagem de Winston Chirchill para esse mesmo lugar após ter sido retirado por Obama), assim como a circulação de uma imagem enganosa por parte da imprensa relativamente ao número de espectadores que assistiram a posse de Trump comparado com a de Obama a vários anos atrás.

No entanto, no primeiro dia da sua primeira semana oficial, já realizou três de suas promessas de campanha:

– Desligar os EUA da Parceria Transpacífico
– Congelar a contratação de funcionários públicos federais (excluindo o exército)
– Proibiu o financiamento federal às organizações estrangeiras que promoviam ou executavam abortos.

Donald Trump, em seus debates e campanhas presidenciais, falou repetidamente contra Parceria Transpacífico dizendo que não representava os melhores interesses americanos e que ajudaria a tirar mais empregos dos EUA. A medida a favor ao congelamento da contratação de funcionários públicos federais se deve, em grande parte, ao seu impeto de diminuir o Estado, procurando desburocratizar várias áreas do Estado e logo a ação de servidores públicos, acompanhado com a necessidade de enxugar os gastos governamentais, visto que o país esta atolado numa divida de quase 20 trilhões de dólares. Por fim, proibiu veementemente qualquer contribuição estatal à ONGs estrangeiras ligadas a promoção e execução do aborto. Infelizmente isso parece não ter relação as doações privadas de entidades como a Fundação Rockfeller, a Fundação Ford, ou as doações milionárias feitas por George Soros, mas pelo menos não deixa o Estado americano envolvido com o assassinado de milhões de bebês. Outra medida, menos falada, foi a ordem de Trump para tirar do ar um site da Casa Branca que apoiava a causa homossexual.

Não se pode negar que Trump começou bem o seu mandato, e provou para jornalistas, estatistas e grandes empresários, que não esta para desaforos quando o assunto é tornar a América grande de novo.

Tradução: Israel Pestana
Revisão: Renan Poço

TRADUTORES DE DIREITA
Webpage: http://TradutoresdeDireita.org
Facebook: http://facebook.com/tradutoresdedireita
YouTube: https://youtu.be/a86xMSSV_DE
Twitter: http://twitter.com/tradutores_br
Vídeo original: https://www.youtube.com/watch?v=7Fuea0f9Rn0

Youtube Tradutores de Direita

30 COMENTÁRIOS

  1. Brasileiros puxando o saco desse homem é a piada do século! É como mulher machista. E esse sonso ainda tirou foto com a bandeira lgbt. Q desserviço para a comunidade ter gente no meio que o apoia.

  2. Eu acho que o Trump foi uma grande pro povo dos EUA, mas pessoal… Pro povo dos EUA! Vejo muitos comemorando como se fossem americanos… A única coisa boa que ele poderia fazer é influenciar os políticos daqui a ter um pensamento parecido com o dele pelo menos… Eu quando vejo uma eleição de outro país, torço mesmo pra que seja eleito o pior, só torço pro melhor quando é no Brasil.

  3. Brasileiros , vamos boicota as emissoras de televisão principalmente a globosta.. Trump lá no EUA, o exército estabelecendo a ordem aquilo no Brasil e depois Bolsonario para presidente!! Se é bom para todos é ruim para os esquerdopatas..

  4. Isto mesmo, os dois últimos comentários são de guerreiros de verdade, de visão. Se um dia, uma hipotética "invasão islâmica" ocorrer em nosso solo, espero contar com vizinhos assim ao meu lado para repelir a ameaça, ao invés de justiceiros sociais totalmente dissociados da realidade política e social. Vivemos em guerra e não podemos nos deixar cegar pelos ardis dos embusteiros que se dizem falar em nome do "amor". Os Cristãos são os religiosos que mais sofrem no mundo, física e moralmente, porque se deixaram tornar-se piada pelos escarnecedores, enquanto o Islã é visto com condescendência e todos aceitam seu avanço com resignação. Meu compromisso é com Deus, minha família, meus irmãos de fé e com o Brasil, nesta ordem. Não há guarida pra assassino e estuprador de turbante ou seguidor de Maomé na minha pátria. Digam que o estado é laico, pois o é, mas enquanto existir um Cristão neste país, Deus sempre governará estas terras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here